dívidas, erros financeiros, evitar, finanças, Gestão, limite, orçamento, visão,

É verdade que alguns erros são inevitáveis, mas também é verdade que tratando-se de finanças a grande maioria dos erros podem ser evitados.

Sendo você um empresário ou não, você está ocupado trabalhando todos os dias para encontrar o seu caminho, desenvolvendo métodos para crescer e alcançar seus objetivos.

Mas se nessa labuta você não tiver em mãos um controle financeiro onde possa obter números precisos e de suma importância nas finanças, erros financeiros certamente podem ocorrer.
Ter uma visão global das finanças não é suficiente, é dentro dessa visão que você deve entrar para não ocorrer em erros de gestão.

A gestão de suas finanças pode ser um desafio.
Mas é essencial que você entenda a importância de ter finanças precisas, ela é vital para sua estabilidade e capacidade de planejar.



Na batalha diária, você pode cometer muitos erros financeiros.
No entanto, depois de conhecer os erros potenciais, você pode tomar medidas simples para evitá-los.

Erros financeiros mais comuns que você não pode cometer

Gastar acima do seu limite
A equação é fácil de entender, você não pode gastar mais do que ganha.
O ideal, é ter uma boa margem de receita relativo às despesas.
Há duas opções, ou corta nas despesas ou aumenta os ganhos, através de alguns trabalhos freelancer, por exemplo.

Procrastinar o pagamento das dívidas
Pague todas as suas dívidas a tempo para não incorrer em juros ou outro tipo de taxas que vão pesar na sua carteira.
Anote todos os pagamentos e planeje o seu orçamento de modo a ter o dinheiro disponível quando necessário.

Não se precaver para uma emergência
É essencial ter sempre um fundo de emergência para um imponderável.
Perseguir a criação de um fundo de emergência para fazer frente a uma emergência financeira que possa surgir.

Uso abusivo do cartão de crédito
As compras por impulso ou a tentação de fazer aquela extravagância são o caminho mais curto para o descontrole financeiro.
O uso irresponsável do crédito, e consequente pagamento de juros, é um dos erros financeiros mais comuns que resultam em dívidas.

Subestimar investimentos
Os especialistas financeiros aconselham investir na poupança desde cedo, mas um investimento deve ser adequado ao seu perfil e objetivos.
Escolha os investimentos corretos, podendo recorrer à opinião de especialistas do ramo.



Desconsiderar o orçamento mensal
Não planejar um orçamento mensal realista pode trazer graves problemas financeiros.
Aprenda a elaborar um orçamento mensal baseado no valor dos seus rendimentos e das despesas fixas/variáveis diárias/semanais/mensais.

Não poupar
O conceito de poupança deve estar presente em todos os orçamentos.
Procure reservar uma porcentagem do seu orçamento mensal para poupança, considere esse valor como uma divida mensal.

“Nós somos aquilo que fazemos repetidas vezes, repetidamente. A excelência, portanto não é um feito, mas um hábito”.

Aristóteles

867