aperto de mão, autossuficiência, confiança, credibilidade, cumprimento, Gestos, linguagem corporal, negócios, olhar, profissionais, status,

Pesquisadores descobriram que linguagem corporal não é só uma manifestação do que queremos dizer, mas também pode fazer o caminho inverso: o corpo produz reações psicológicas que equivalem aos gestos que nós expressamos.
Ou seja: mudar sua postura pode melhorar sua auto-confiança, por exemplo.

A linguagem corporal pode, também, mudar a maneira como os outros te percebem.
E pequenos truques podem ser suficientes para causar boa impressão, parecer super simpático e fazer as pessoas irem com a sua cara sem muito esforço.

Demonstrar autoridade é essencial para ter sucesso em diversas situações profissionais.

Acontece que, no mundo dos negócios, as palavras são apenas uma peça para os jogos de poder.
Nas entrelinhas, a “partida” é frequentemente resolvida pela linguagem corporal de cada lado da negociação.



Gestos de controle

Ponha as mãos para trás

Entrelaçar as mãos atrás do corpo é uma postura que transmite superioridade e poder.
A pessoa expõe partes vulneráveis de seu corpo – estômago, coração, virilha e pescoço – em um ato inconsciente de audácia.
O resultado do gesto é a criação de uma aura de confiança e autossuficiência.

Fale sem pressa

A voz tem um papel essencial para transmitir poder e credibilidade.
Articular as palavras com clareza, manter uma cadência tranquila e abaixar o queixo suavemente ao fim de cada frase são formas de chegar a esse objetivo. Outra dica é fazer pausas e respirar calmamente entre as orações.

Coloque o pé esquerdo à frente para cumprimentar

Na hora de apertar a mão de um parceiro de negócios, a maioria das pessoas põe o pé direito à frente.
Está errado – pelo menos se você pretende se estabelecer como a parte dominante.
É melhor colocar o pé esquerdo à frente e, assim, “bloquear” a outra pessoa.
O gesto demonstra implicitamente que você não faz concessões e está no comando.

Fixe o olhar no meio das sobrancelhas do outro

Assumir o controle numa conversa de negócios também passa pela forma de encarar a outra pessoa.
Olhar de poder, isto é, imaginar um “terceiro olho” no meio da testa do outro e se fixar nesse ponto.
O efeito causado por esse olhar parece inacreditável.
Ele não só deixa o clima muito sério como também tem o poder de fazer um chato se calar imediatamente.

Fique “por cima” no aperto de mão

Em contextos profissionais, o aperto de mão é muito mais do que um gesto de cumprimento.
Quem fica com a palma voltada para baixo é percebido como dominante.
Estender a mão com a palma virada para cima, por outro lado, indica que você espera que a outra parte assuma o controle.

Dê um aperto de mão duplo

Outra dica é estender a mão direita e depois colocar a esquerda sobre a mão da outra pessoa.
Essa técnica é especialmente eficaz para uma mulher que esteja lidando com um homem agressivo, pois transfere o poder dele para ela.



Pisque menos

Pode observar: quando você está numa situação de estresse, tende a piscar mais vezes.
Por isso, reduzir o movimento das pálpebras ajuda a comunicar segurança e autoridade.
Outra dica é manter contato visual direto por mais tempo do que o normal.
Mas cuidado: se você encarar demais a outra pessoa, pode intensificar seus batimentos cardíacos e provocar nela uma reação inconsciente de luta ou fuga.

Respire profundamente

Nosso padrão de respiração traz muitos recados.
Se você inspira e expira de forma rápida e superficial, por exemplo, provavelmente será visto como estressado ou temeroso.
Para transmitir autoridade, o ideal é praticar uma respiração abdominal, profunda e lenta.
Além de mostrar ao outro que você está confiante, esse padrão ajuda a oxigenar o cérebro e, assim, controlar a sua ansiedade.

Escolha a cadeira mais alta da sala

A altura da cadeira aumenta ou reduz o status de uma pessoa numa situação profissional.
Quanto poder a rainha ou o papa teriam se aparecessem em bancos de piano?
Por isso, se você quer demonstrar autoridade numa situação de negócios, prefira poltronas com espaldar alto.

Não se sente muito perto do outro

Outra jogada de poder sutil tem a ver com a posição de cada pessoa na sala.
Se o visitante é colocado diretamente à frente do executivo, ficará muito mais pressionado.
Deixar a sua mesa o mais longe possível da cadeira do visitante também incrementa o seu status diante dele.

3118