carro, dicas, dinheiro, educação, feliz, investir, moradia, talento,

Todos têm talento para produzir dinheiro

Pensando na qualidade de vida e nas decisões que tomamos em relação ao dinheiro, seja ao ganhá-lo, multiplicá-lo, protegê-lo ou gastá-lo, reunimos nesse artigo o top das dicas.

Salve seu dinheiro da morte livrando-se do consumo tolo que não te leva a lugar algum.

Reserve uma verba para ser feliz, ou seja, dê à qualidade de vida a mesma importância que dá à moradia, carro, educação…



Contar sempre com ao menos 30% das reservas em renda fixa, com liquidez, para poder aproveitar oportunidades de consumo

Não perca tempo demais com planejamento: comprovadamente a simplicidade nos poupa tempo e tempo é dinheiro.

Eu, você, todos nós temos talento para produzir dinheiro, seja pela especialização em sua atividade atual, seja por criar novas fontes de renda

Invista fora da grande rede de varejo bancário.
O que é bom para o banco só é bom para seus acionistas, e não para os clientes.
Pense assim: Gostaria de ser sócio do meu banco, mas detestaria ser cliente dele

O físico irlandês William Thomson (também conhecido como Lord Kelvin) cunhou a frase: “Aquilo que não se pode medir, não se pode melhorar“.
Isso vale para nosso dinheiro e mostra a importância de mantermos registros atualizados das nossas finanças: quanto ganhamos, quanto gastamos e em quê.
É difícil melhoramos nossa vida financeira se não conseguimos “medi-la”

Não compre por impulso
Um dos maiores “destruidores de finanças pessoais” é o hábito de fazer compras por impulso.
Ao ver um produto qualquer, veja o preço, anote e vá embora.
Espere o dia seguinte e, se a necessidade de comprar aquele produto ainda existir, volte na loja e compre sem culpa.



Investir em conhecimento
Conhecimento é, em última instância, a única coisa que nós realmente “temos“.
Podemos perder nosso emprego, nosso dinheiro e nossos bens, mas dificilmente perdemos aquilo que está dentro de nossa cabeça.
Quem investe em conhecimento está investindo na capacidade de gerar mais dinheiro

Educação financeira
Sempre negligenciada, a educação financeira é fundamental para que a pessoa consiga gerir, de forma eficiente, seus próprios recursos.

311