dicas, empreendedor, Erros, gastar, novo, novo empreendedor, pequeno, poupar, primeiro negócio,

Começar qualquer negócio é uma tarefa que traz desafios múltiplos para os empreendedores.
Quer abrir um negócio, mas tem medo de tudo dar errado?

As primeiras experiências na vida sempre são idealizadas com sonhos positivos, mas a realidade se apresenta de forma diferente e cheia de desarmonia: o ideal se torna real.
Assim é a vida de um empreendedor, com seus altos e baixos, principalmente quando se trata do primeiro negócio.

Para o pequeno e novo empreendedor, os erros e os pecados sempre estarão presentes e inesquecíveis, sendo que por vezes passam como um rolo compressor nos acertos, não os deixando aparentes.
Diante de uma primeira crise financeira, vem a pergunta: qual pecado cometi? Onde foi que errei?

Sabemos que a partir de uma concepção religiosa, pecado significa desobediência às leis maiores, ou à vontade das leis divinas. Significa errar, não atingir o alvo, ideal ou padrão. Pode ser menor ou maior.



Ainda pensando nessa concepção, podemos nos reconciliar, pedindo perdão a partir da consciência dos erros e da promessa de nunca mais cometê-los.
Essa promessa é a principal virtude para quem, realmente, quer mudar o contexto no qual está vivendo.

Os maiores erros cometidos por empreendedores de primeira viagem

Gastar mais do que realmente está ganhando
Ou seja, as despesas operacionais superam as receitas obtidas (caixa)

Não controlar o fluxo de caixa
Como consequência, não saber o que realmente está gastando ou ganhando.

Fazer investimentos em excesso
Sem levar em conta a sua realidade ou exatamente o tamanho do seu negócio e o real faturamento em caixa.

Não se disciplinar nas tomadas de decisões
Principalmente naquelas que envolvem investimento financeiro.



Não poupar
Ou não destinar uma quantia do dinheiro do fluxo de caixa para a conta de capital circulante e outra para a reserva de capital.

Deixar de pensar sistematicamente
Ou seja, focando apenas nas finanças e esquecendo que tudo no mundo dos negócios está relacionado.
A gestão financeira está totalmente relacionada às outras ações estratégicas organizacionais.

Quantidade ao invés de qualidade
Na busca por um crescimento rápido, as empresas frequentemente abrem mão da qualidade dos produtos que a impulsionaram no início.
O contrário deve acontecer: os produtos e serviços iniciais são frequentemente portfólio para conquista de novos negócios. Portanto, devem ser priorizados e a qualidade dos mesmos nunca pode cair.

Não escutar opiniões alheias
É sempre importante colocar a própria ideia em discussão e entrar em contato com opiniões divergentes e possibilidades antes ignoradas.
O segredo pode ser importante em alguns casos, mas na maioria das vezes vale a pena abrir mão dele para receber feedback sobre ideias e serviços.
O que vale é entender as necessidades reais dos clientes, não as que você pensa que eles têm.

Persista
Não desista se as coisas não saírem como planejado.
Grandes empreendedores já faliram empresas antes de experimentarem o sucesso.
Não seja teimoso, insistindo em algo que já se provou inadequado, mas seja persistente, tente de novo.
Aprenda com seus próprios erros e suba degraus valiosos na longa caminhada para o êxito.

904