cobrador, disputa, dívida, finanças, justiça, Liquidar, processos,

Esse artigo não é para incentivar calotes, longe disso.
O intuito é mostrar que hábitos errados geram prejuízos.

A grande maioria dos consumidores não aparecem à justiça quando são processados por dívida, se soubessem que duas atitudes podem ser um divisor de águas no julgamento.

Estudos mostram que a maioria dos consumidores quando processados por uma dívida não comparecem ao tribunal, muitas vezes resultando em uma decisão à revelia. E nesse caso significa que você é obrigado a pagar a dívida, o que, dadas as circunstâncias, provavelmente será problema nas suas finanças.

Compareça

Os cobradores muitas vezes presumem que um devedor não vai comparecer ao tribunal para enfrentar um processo judicial, o que lhes permite obter o que eles querem sem ter que fazer quase nada.
Quando você receber um aviso dizendo que você está sendo processado por uma dívida, pesquise as informações sobre o processo o mais rapidamente possível, visitando o site do tribunal.
Ao comparecer no julgamento para enfrentar o cobrador da dívida, as suas chances de ganhar o caso é muito maior do que se você ficar somente esperando o que vai acontecer.



PROVE, essa é a palavra mágica

Algo entre 60% a 90% dos consumidores que são processados ​​por dívida deixam de participar nos processos judiciais o que leva os cobradores a adquirir o habito errado de não terem a prova da divida.

Basta dizer: “Prove” e assim faça o cobrador provar que você têm a dívida, porque se eles não provarem, o caso pode ser encerrado ou no mínimo negociar os valores.

As chances são grandes porque o credor muitas vezes vende ou contrata cobrador de dívida, e a documentação nem sempre muda de mãos, ou seja a documentação esta com o credor e não com o cobrador.
Tanto para o credor como para o cobrador adiar a cobrança com um novo julgamento é um prejuízo maior, é onde você passa a ter maior chances de negociação para encerrar o caso naquele momento.

É o ônus da prova, é a obrigação de um indivíduo, em uma disputa, de fornecer garantias suficientes para sustentar a sua posição.

É importante lembrar que essa não é uma solução que necessariamente vai funcionar, mas o certo é que as probabilidades estão a seu favor.

445